Luizianne foi na contramão dos padrões e expectativas #matériajornal

22.12.2012

 

65% dos políticos no Brasil caem no esquecimento após concluir o mandato, aponta Carlos Manhanelli, presidente da Associação Brasileira dos Consultores Políticos (Abcop), que atua na área há 36 anos e que já participou de cerca de 250 campanhas eleitorais. Há ainda 25% - um em cada quatro, portanto - lembrados apenas pelo Ministério Público, pelos tribunais de contas e pela Justiça. Por outro lado, apenas cerca de 10% dos políticos no Brasil deixam saudades na população após se despedir do poder.

 

A pouco mais de uma semana de transmitir o cargo para Roberto Cláudio (PSB), a prefeita Luizianne Lins (PT) deixará, sim suas marcas no imaginário do Fortalezense. Para o bem e para o mal.

 

 

Como aspecto positivo, deixa a percepção do que os marqueteiros costumam definir como guerreira. “Ela é o que a gente chama no marketing de heroína, com a imagem de líder de movimento social, que agiu para resolver os problemas da população mais pobre”, ressalta o consultor político Aurízio Freitas.

 

 

Ele explica que estudos apontam que as pessoas esperam de um prefeito um grande síndico ou um cuidador do município. E, afirma, Luizianne foi exatamente na contramão desse tipo de gestão.

 

 

“Ela não veste o papel da prefeita tradicional nem vestiu o papel de pessoa que cuida da cidade”.

 

 

Na construção de sua figura pública após o poder, figura entre os atributos positivos mais marcantes para Luizianne a ideia de disposição para enfrentar adversários e até aliados. Resultado de sua história antes mesmo do poder: Luizianne enfrentou o próprio PT para ser a candidata “azarona” à Prefeitura de Fortaleza, em 2004.

 

 

Uma vez eleita, trabalhou por causas sociais que marcaram sua gestão pela inversão de prioridades - outra de suas marcas positivas.

 

Para o correligionário, vereador Acrísio Sena (PT), a prefeita mostrou que é possível fazer mandato voltado para “setores mais necessitados da cidade”. “Ela apostou em investimentos maciços em assistência social, saúde e lazer”, diz.

 

 

A administração da petista deverá deixar ainda a marca da retomada do Carnaval e do Pré, com os blocos de rua, do Orçamento Participativo e da atuação na área de direitos humanos. Principalmente em relação a políticas para juventude e para a diversidade sexual.

 

Do ponto de vista político, Luizianne deixa a marca que já vinha construindo ao longo de sua trajetória: “A ideia de uma mulher valente, corajosa, guerreira, capaz de enfrentar grandes desafios na defesa de seus pontos de vistas. Nesse aspecto, ela tem um capital político de coerência política acentuada”, frisa o professor do curso de Ciências Sociais da Universidade Federal do Ceará (UFC), Valmir Lopes.

 

(Ranne Almeida)

 

___________________________________

Fonte: Publicado no Jornal O POVO(CE), edição de 22/12/2012.

(http://www.opovo.com.br/app/opovo/politica/2012/12/22/noticiasjornalpolitica,2976640/luizianne-foi-na-contramao-dos-padroes-e-expectativas.shtml)

 

 

 

 

Please reload

Destaques

Estudantes de Relações Públicas entrevistam Consultor Político #entrevistauniversidade

06.11.2018

1/5
Please reload

Recentes
Please reload

Tags
ENTRE EM CONTATO

© 2018 por Aurizio Freitas